31 março 2010

Natureza dos Pensamentos

Os pensamentos têm milhões de anos de idade. Eles não são seus pensamentos. Eles estão apenas flutuando através de você. Isto é tudo. A estrutura dos pensamentos não muda. Só o objeto tem mudado. O pensamento se mantém o mesmo. Tudo é essencialmente medição. É comparação. O homem antigo media e comparava. Você também o faz. Ele comparava quantas vacas tinha, quantas tinha o vizinho. Você compara quantos carros tem, quantos tem o vizinho. Comparação é pensamento. Ele é medida. Todo pensamento é medição. É comparação. Ele não muda. Eles não são seus pensamentos. Eles apenas estão lá.
(Sri Bhagavan, Conf. com a Rússia 14.02.2010; Trad. Denise Brito)
ONENESS - do Existir ao Viver

Meditação é um acontecimento

Não é possível tentar aumentar a concentração enquanto rezamos para controlar os pensamentos, muito pelo contrário. Não é possível tentarmos controlar os pensamentos porque não existe, para início de conversa, aquele que controla. Aquele que controla, é uma ilusão. Quando a ilusão se vai, você desperta ou se ilumina.
Então, tudo o que pedimos é: continue olhando seus pensamentos. Estranhamente, è medida que você continua olhando seus pensamentos, eles não perturbam você e naturalmente a concentração chega.
Para nós, meditação é um acontecimento, concentração é um acontecimento. Você não medita, você não se concentra.
(Sri Bhagavan, conferência Abu Dhabi, 12.02.10; trad. Denise Brito)
ONENESS – do existir ao viver