17 junho 2010

Prática Advaita "Quem sou Eu?"

Basicamente, no nível psicológico, você é a pergunta "Quem sou eu?" Você é a questão. E uma vez que a questão se vai, você se foi com ela. Se há uma pergunta, você está lá. Se não há pergunta, sem dúvida você não está lá. Então, perguntando “quem sou eu?”, você está sustentando o Eu. Não há resposta para esta pergunta. Se aquele que pergunta perceber que não há resposta, a questão vai desaparecer, e junto com ela, aquele que pergunta também se vai. (Clique para continuar...) Click for english version...
Agora, o que acontece nesse caso: suponha que você se foi, mas como é que você sabe que você está lá, em primeiro lugar? O que acontece a partir de agora é, o observador se torna o observado. Você é definido por aquilo que está sendo observado. Suponha que você esteja em um quarto - a televisão, as paredes, a iluminação, as pessoas ao redor - porque eles estão lá, você está lá. Remova-os e você se foi.

Em outras palavras, o ensinamento aqui é: o observador é o observado. Digamos que haja uma árvore - porque há uma árvore, você vem à existência. A árvore só define essa existência. Em outras palavras: você é a árvore. Porque há uma parede, você passa a existir. A parede é aquilo que você se tornou. Você é a parede. Você é a árvore. Você é as outras pessoas. O observador tornou-se o observado. Isto é para a pessoa iluminada. Mas se você entrar em um estado ainda mais elevado da Unidade - ainda maior - então você vai realmente se tornar a árvore. Você vai experienciar a respiração da árvore. Você vai realmente se tornar a parede.

Esse é um super-Estado. Nós não estamos falando sobre esses estados. Isso também é possível. Esses estados podem vir, podem ir. Mas o que acontece é que você se foi. E o que quer que esteja lá, por si só já é você. Você não está em lugar algum. Portanto, você está em toda parte. O que quer que exista, é você. Não que você tenha se tornado todas as coisas, mas porque elas estão lá é que você veio à existência. Você está lá. Você é definido pelo outro. Mas a pessoa se foi completamente.

Assim, não importa o quanto expliquemos, você não consegue entender até que você realmente chegue lá. Mas agora, mais e mais pessoas estão rapidamente entrando nesse estado. Muitos ocidentais também estão entrando nesse estado rapidamente, então estou certo de que muitos de vocês sentados aí em breve serão capazes de atingir esse estado. Então você saberá por si mesmo o que é. Por mais que eu fale, isso não pode ser comunicado. Você tem que chegar lá. E para que isso aconteça, a velocidade com que os sentidos estão se coordenando deve ser abrandada.

Quando você está me vendo, você não está me ouvindo. Quando você está me ouvindo, você não está me vendo. Todos os sentidos estão funcionando de forma independente. Mas isso acontece tão rápido que parece que todos eles trabalham simultaneamente. E, portanto, você sente que existe um Eu. Mas se você desacelerar suavemente, você se vai, o Eu se vai. É por isso que eu disse que é uma transformação neurobiológica, e tenho a sensação que muitos de vocês estão se movendo muito rápido nessa direção. Espero que nos próximos meses que muitas pessoas sejam capazes de entrar nesse estado. Agora mesmo muitas pessoas estão se movendo para esse estado.

(Video com Sri Bhagavan – WorldOnenessTV, 27.04.2010)

The classical practice of Advaita “who am I?”

Basically at the psychological level, you are the question 'who am I?' You are the question. And once the question goes, you are gone with it. If there's a question, you are there - no question, you are not there. So by asking 'who am I?' you are sustaining the I. There is no answer to this question. If the questioner realizes there is no answer, the question will disappear and along with that the questioner also is gone.

Now what happens in that case: suppose you are gone, but how do you know that you are there in the first place? What happens from now on is, the observer becomes the observed. You are defined by what is being observed. Suppose you are in a room - the television, the walls, the lighting, the people around - because they are there, you are there. Remove them, you are gone.

In other words the teaching here is, the observer is the observed. Let us say, there is a tree - because there is a tree, you come into existence. The tree only defines it. In other words: you are the tree. Because there's a wall, you come into existence. The wall is what you have become. You are the wall. You are the tree. You are other people. The observer has become the observed. This is for the enlightened person. But if you go into a still higher state of Oneness - still higher state - then you will actually become the tree. You will experience the tree breathing. You will actually become the wall.

That is a super state. We are not talking about those states. That also is possible. It may come, it may go. But what happens is, you are gone. And whatever is there, that only are you. You are nowhere. Therefore you are everywhere. Whatever is there, that only is you. Not that you have become that, but because that is there, you come into existence. You are there. You are defined by the other. But the person is completely gone.

So however much we explain the state, you cannot understand until you actually get there. But now more and more people are rapidly getting into that state. Lot of Westerners are also get into that state rapidly, so I am sure many of you sitting there will soon be able to go into the state. Then you know for yourself what it is. However much I talk, it cannot be communicated. You have to get there. And for that to happen, the speed at which the senses are coordinating -- that must be slowed down.

When you are seeing me, you are not listening to me. When you are listening to me, you are not seeing me. Every sense is functioning independently. But it is happening so fast, it looks as though they all working simultaneously. And therefore you feel you are there. But if you slightly slow down, you are gone. That is why I said it is a neurobiological transformation and I have the feeling that many of you are moving quite fast in that direction. I expect in the next few months that quite a few people should be able to get into that state. Now lot of people are moving into that state.

(Video with Sri Bhagavan – WorldOnenessTV, 04.27.2010)

Nenhum comentário: