11 outubro 2010

Se o crescimento pára, começamos a morrer

"Toda a estrutura humana é desenhada para um crescimento e movimento contínuos. Quando esse crescimento pára (emocional, física, mental ou espiritualmente) nós começamos a morrer. Não há um pico onde possamos parar por um tempo. Tem que haver um movimento sempre. Não há como ficar parado. Ou crescemos ou começamos a morrer. Não há um platô. Ou você cresce em um relacionamento, ou você está morrendo nele. Se o crescimento pára, experienciamos a morte. Então, para experienciar o preenchimento, temos que estar constantemente crescendo e aprendendo. E isso não tem a ver com quantas vezes meditamos ou vivemos estados alterados de consciência. Se não há crescimento e aprendizado, se não há realização nessas vivências, não haverá preenchimento." (Conferência da Unidade - São Paulo, Janeiro/2008) Click for english version...

"The entire human structure is designed for growth and continuous movement. When this growth stops (emotionally, physically, mentally or spiritually) we begin to die. There is not a peak where we can stop for a while. There must be a movement always. There is no way to stay in the same place. We either grow or we start to day. There is not a plateau. You either are growing in a relationship, or you are dying in it. If growth stops, we experience death. So to experience fulfillment, we must be constantly growing and learning. And this has nothing to do with how many times we meditate or experience altered states of consciousness. If there is growth and learning, if there is no realization in these experiences, there wont be fulfillment." (Oneness Conference - São Paulo, Brazil. Jan/2008)

Nenhum comentário: