10 junho 2016

"Deus sabe o que Deus faz..." e "Aquilo que não me faz mais feliz, apenas me torna mais forte"

Queridos amigos, querida Família,

Quero convidá-los a conhecerem como tem sido a minha Jornada nos tempos recentes, e convidá-los a entrarem nessa mesma Jornada... uma Jornada em que nada é impossível, em que tudo está absolutamente CERTO. Em que cada passo que damos é guiado e cuidadosamente planejado para o nosso BEM MAIOR. Uma Jornada de confiança e aventuras, e de seguir os nossos Sonhos - porque sempre que seguimos os nossos sonhos, seguimos o nosso coração. E portanto, seguimos o Divno, nosso Eu Sagrado Superior, que está sempre conosco, bem dentro de nosso coração.


"Deus sabe o que Deus faz..." - foi essa a frase que ouvi em Outubro passado, bem clara em meu coração, enquanto chorava pelo aborto espontâneo de uma criança de apenas 2 meses no útero da mãe. Uma notícia que eu havia acabado de receber... O choro veio em mim, como se fosse minha aquela dor. Os emaranhados da situação eram muito difíceis e dolorosos, e culminaram com a perda de uma vida nova para a família que Deus quis deixar próxima a mim naquele momento. E, enquanto chorava, me questionava 'Por que tudo isso Deus? Dói tanto e eu não entendo por que e para quê...' - exatamente como costumamos fazer em nossas vidas sempre que algo difícil acontece. E então bem fundo, de dentro de mim, do meu coração, ouvi a voz de meu Divino, meu Eu Sagrado Superior, com muita gravidade e também com muito amor ele expressou.. "God knows what God does...Deus sabe o que Deus faz...". Foram apenas essas palavras, e tudo se aquietou em mim.

Desde então, sempre que algo difícil acontece, essa mesma frase reverbera em mim: Deus sabe o que Deus faz...(cont)



​Recentemente, tenho experienciado perdas diversas. Perdas internas e externas, e portas têm se fechado. Percepções e posturas na vida e nas relações têm sido revisadas e alteradas abruptamente - e sem chance de questionamentos ou do medo tomar conta.

Em muitos passos que dou, sinto que estou andando sobre o ar, não há solo sob meus pés. E o solo se apresenta à medida que os passos são dados. Sinto como se Deus estivesse constantemente sussurrando em meus ouvidos e em meu coração: CONFIA... E mesmo que eu não confiasse, sou levada a caminhar.



E uma força nova e inexplicávelcontinua me movendo. Uma força que vem do coração. Como se meu coração estivesse tomado por chamas, e vendavais que sopram de todas as direções fazem as labaredas crescerem em força, tamanho e calor.

E assim tenho sido levada a me mover. Vendo, praticamente testemunhando, e ao mesmo tempo sendo a força agente de transformações primordiais em minha vida e em tudo o que faço.

Há o medo mas o medo não pode contra essa poderosa força que decidiu movimentar tudo em mim e em minha vida. E, diante dos tombos e perdas, e também dos erros que são naturais em um processo de mudanças tão intensos, só o que posso fazer é me erguer e continuar caminhando. Porque até mesmo o meu caminhar a mim não pertence.

E de dentro, uma certeza, como um mantra reverbera repetidamente, diante das dificuldades: "Aquilo que não me faz mais feliz, apenas me torna mais forte"



Algumas mudanças trazem tristeza, mas a certeza de que estou sendo guiada é tão gigante, que até para chorar eu peço permissão: "Senhor, eu sinto e vejo que é para o meu bem e meu melhor. Eu sei disso, Pai, mas isso está me doendo agora. Será que eu posso chorar?"

E sinto meu Divino, meu querido Jesus, me acolhendo em um amoroso abraço. Temos um coração humano, e corações humanos choram lágrimas de 3a Dimensão. Lágrimas que ainda não conhecem o Eterno e nem o Mais Alto. E posso então esvaziar meu coração alí a seus pés. Grata pela compaixão e acolhimento supremos.

E então uma nova onda de Alegria toma conta de mim, e sou novamente impelida para frente. Sempre adiante, sempre em contato cada vez maior com o que há de mais belo, mais CERTO, mais puro em nossas vidas: o Amor Divino. E diante desse Amor, eu me apaixono e volto vezes sem conta a me apaixonar.

E uma dança se manifesta em mim. Não tem como eu não dançar...

O Divino não tem um corpo definido, e Ele não poderia experienciar o DANÇAR se não fosse através de da minha dança. E eu convido então meu Divino a entrar em mim e danço em gratidão a ele, para ele. E Ele dança a minha dança e eu danço a Sua dança... Nele... e em mim...




E sempre que a alegria e o Amor chegam, as portas que antes se fecharam, mostram a infinidade de oportunidades que estão se abrindo, e que não poderiam ser vistas, porque antes somente aquela porta (agora fechada) era a opção.

Sim, são tantas e infinitas as oportunidades de Deus. E sempre tão maiores e mais belas do que a porta que se fechou. E então lembro das lágrimas choradas e uma criança ri dentro de mim. A mesma criança que chorou antes, é aquela que agora rí maravilhada.

As oportunidades chegam aos borbotões. As portas fechadas são apenas portas. E aquilo que se abre diante de mim são VERDADEIROS PORTAIS, através dos quais vou passando, e novamente só tenho chão sob meus pés quando o passo já foi dado.




É importante caminhar. E deixar que Deus ponha o chão sob seus pés.

Mas vamos caminhando, não importa o que aconteça, vamos seguir caminhando. Porque Deus Sabe o que Deus faz...

Continuem caminhando. Chorem, mas sequem as lágrimas com a dança e o riso. E sigam Confiando, Acreditando, Deixando o Divino nos conduzir, e assim vamos crescendo em Fé, em Amor e Alegria.

Confiança cega, é o que precisamos ter. E 'cegos' nós já somos... Agora só falta o Confiar :)



Um abraço com muito Amor & Alegria.
Eternamente grata à Oneness University e a Sri AmmaBhagavan por todo o crescimento e todos os presentes recebidos em minha vidaSua irmã Narayani

Nenhum comentário: